Em meio à seca, Prefeitura de Belém perfura poço com vazão de 25 mil litros por hora

Postada em 27/07/2017

“É uma bênção de Deus”, disse o prefeito de Belém do Piauí, Ademar Carvalho, na tarde desta quarta-feira, 26, ao presenciar a água jorrando de um poço tubular que estava sendo perfurado na comunidade Baixa Verde, zona rural do município.

O fato foi registrado em vídeo e fotos pelo secretário municipal de Agricultura, Luís José, e pelos moradores, que comemoraram a fartura de água. O poço registrou uma vazão de 25 mil litros por hora. O volume de água tão grande que escorreu pela estrada.

Com mais esse, chega a 15 o número de poços tubulares perfurados em diversas comunidades do município. Nesse grandioso projeto de combate à estiagem estão sendo investidos mais de 1,5 milhões de reais, recurso oriundo de uma parceria firmada entre a Prefeitura Municipal e Fundação Nacional de Saúde (Funasa) que visa dar segurança hídrica à população do campo e melhorar a qualidade de vida de centenas de famílias.

Além de Baixa Verde, nos últimos dias também foram perfurados poços nas comunidades de Jurema, Chapada dos Mundinhos e Carquejo. Para o prefeito, o resultado foi positivo. “Nós encontramos água em todos os poços. Esse aqui foi o maior, com 25 mil litros por hora. É muita água, que vai dá para abastecer a Baixa Verde e as comunidades vizinhas de Ponta da Queimada, Largo e Malhada Bonita”, disse, afirmando que até o final dessa gestão, quer abastecer 80% das comunidades rurais do município através de poços tubulares e sistemas de abastecimento de água.

Alguns dos poços perfurados já foram equipados e estão beneficiando a centenas de famílias. Na comunidade Russim, situada a 15 km da cidade, o poço perfurado obteve uma vazão de 5 mil litros por hora e está abastecendo a 15 famílias, que recebem água nas residências.

Na Lagoa Grande, a vazão também foi de 5 mil litros por hora e vai beneficiar a pelo menos 13 famílias. A comunidade Lealdade também foi contemplada com o projeto. O poço perfurado beneficiará a pelo menos 8 famílias. No povoado Vista Bela, comunidade situada a cerca de 22 km da sede do município, o sistema adutor implantado tem 42 ligações e leva água para as residências, igreja, escola e posto de saúde.