Prefeitura de Belém antecipa parcela do 13º salário e injeta R$ 139 mil na economia local

Postada em 26/07/2017

O prefeito do município de Belém do Piauí, Ademar Carvalho – PMDB, deu mais um exemplo de eficiência em administração pública. Em meio a essa crise econômica sem precedentes por que passa o País e que tem comprometido o equilíbrio financeiro dos Estados e Municípios, o Governo Municipal antecipou o pagamento de metade do 13º salário dos servidores públicos do município.

Segundo o gestor, a antecipação parcial é resultado dos ajustes financeiros realizados desde o início do ano, quando reassumiu a administração municipal para seu terceiro mandato à frente do Executivo Municipal. Ele explica que o cenário econômico atual complexo e tem exigido ainda mais dos gestores públicos.

“A situação econômica dos municípios não está nada fácil. Tivemos que fazer reajustes para conseguirmos manter as nossas atividades, como a realização do Belarraiá do Caboclo, a realização de obras e outras ações essenciais para o município, além de pagar em dia os servidores e ainda antecipar a parcela do 13º salário”, disse o prefeito.

Ainda segundo Ademar, a antecipação é uma iniciativa de valorização do servidor e estratégia de incremento da economia local. “Vamos injetar esse recurso extra na economia local, possibilitando que todos possam pagar suas contas em dia, movimentando o comércio local, e ainda aproveitarem o mês de férias com a família”, pontuou.

Somente com a antecipação da parcela do 13º salário, que foi creditado nas contas no último dia 11 de julho, foram injetados 139 mil reais a mais. Esse volume é ainda maior quando somado ao vencimento dos servidores referente ao mês de junho.

Garantia Safra
O prefeito Ademar informou, também, que o município efetuou o pagamento de todas as parcelas da contrapartida do município ao Programa Garantia Safra 2016/2017. Ao todo, foram pagas seis parcelas de R$ 3.689,00, totalizando em mais de 22 mil reais.

Com isso, o município garante renda mínima aos agricultores familiares inscritos no Garantia Safra. Em caso de comprovação de perdas na produção agrícola superior a 50%, por conta da estiagem, os agricultores receberão R$ 850, dividido em cinco parcelas R$ 170.