Prefeitura de Belém conclui mais três sistemas de abastecimento de água e beneficia 63 famílias do campo

Postada em 25/05/2017

Mais de 1,5 milhões de reais estão sendo investidos em um grandioso projeto de abastecimento de água no município de Belém do Piauí. O recurso é oriundo de uma parceria firmada entre a Prefeitura Municipal e Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

O projeto de combate à estiagem prevê a perfuração de 15 poços tubulares em diversas comunidades rurais, garantindo segurança hídrica à população do campo e melhorando a qualidade de vida de centenas de famílias.

Na semana passada, mais três sistemas de abastecimento de água foram entregues, um deles, na localidade Lagoa Grande, próximo a residência do aposentado Raimundo Anfrísio de Carvalho, o Senhorzinho, como é conhecido. O poço com chafariz e uma vazão de 5 mil litros por hora, vai beneficiar a pelo menos 13 famílias.

A obra trouxe tranquilidade aos moradores. A barragem da comunidade está seca. O volume de chuvas registrado esse ano foi insuficiente para acumular água na represa. “As chuvas aqui foram poucas. A barragem não pegou quase nada e tá aí, seca”, disse Senhorzinho.

A comunidade Lealdade também foi contemplada com o projeto. Um poço tubular foi perfurado ao lado de uma Unidade Escolar, equipado com caixa d’água e chafariz, através do qual beneficiará a pelo menos 8 famílias.

Nessa etapa, o maior número de famílias beneficiadas está no povoado Vista Bela, comunidade situada a cerca de 22 km da sede do município. A comunidade já tinha um poço tubular, com pouca vazão e sem sistema de distribuição nas residências.

Agora, segundo o prefeito Ademar Carvalho, além de perfurar mais um poço, instalar o reservatório com sistema de captação automatizado e construir um chafariz, foi implantado um sistema adutor com 42 ligações, que está levando água para as residências, igreja, escola e posto de saúde. “A vida das famílias de Vista Bela melhorou muito com mais essa obra. Com o sistema de distribuição, as pessoas não precisam mais ir até o poço pegar água. Em cada residência foi instalada uma torneira. É um trabalho a menos e um conforto a mais. Nós estamos trabalhando pra isso, melhorar a vida da população”, pontuou o prefeito.

Aposentada como agricultora, a senhora Luíza Maria da Costa, de 54 anos, confirmou que sua vida melhorou. “A minha e a de nós ‘tudim’ aqui. Ter água na porta de casa é uma bênção”, disse. Moradora da comunidade desde o nascimento, Luíza lembra que antes da construção das cisternas, que passaram a ser abastecidas pelos carros pipas, ela tinha que caminhar longas distâncias para buscar água em cacimbas situadas no rio. “Gastava quase duas horas pra ir lá e voltar. Tinha dia que custava mais. Chegava lá ainda tinha que desaterrar a cacimba pra poder pegar água. Depois chegou a cisterna, que já melhorou, mas bom mesmo tá é agora”, pontuou. Em entrevista, a aposentada agradeceu ao prefeito Ademar pela benfeitoria. “Só Deus mesmo pra retribuir o que ele [Ademar] tem feito pela gente aqui. É um prefeito bom, trabalhador e que conhece o povo”, disse.

Mais obras
Ademar destacou que o povoado Vista Bela já tem energia, serviços de saúde e educação, e em breve também será beneficiada com obras de melhorias das estradas vicinais. O projeto, orçado em 976 mil reais, visa piçarrar os 22 km de estradas vicinais no trecho que interliga a cidade ao povoado Vista Bela, passando por outras localidades. A obra é fruto de convênio firmado entre a Prefeitura Municipal e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com recursos de uma emenda do deputado federal Marcelo Castro – PMDB.